Foto e Filmagem · Inspire-se · Sessão de Fotos pré-casamento

E-session em SP: 23 lugares para cenário.

E-session ou ainda pré-wedding, é aquela sessão de fotos que o casal faz um pouco antes do casamento. Serve pra conhecer o trabalho do fotografo contratado para o casamento e também para usar as fotos nos convites, Save-the-date, decoração, etc…

Neste post aqui eu contei sobre as vantagens e sobre o porquê de se fazer uma e-session. Eu super recomendo!!

Quando o casal decide fazer a e-session, fica na dúvida de onde fazer as fotos. A maioria quer um lugar bonito e ao ar livre, outros preferem usar o estúdio do próprio fotógrafo, mas a verdade é que essa sessão de fotos tem que ser o mais pessoal possível!
Escolham lugares especiais pra vocês: O lugar do primeiro encontro, o barzinho que vocês adoram, a rua onde moram, a praia que adoram, o hobby dos dois, a primeira viagem, o local do pedido de casamento… procurem na memória um local especial! Se o fotógrafo for bom, ele vai saber fazer fotos lindas em qualquer lugar!

Mas, se ainda tá na dúvida, segue uma listinha de alguns lugares bem legais em SP, pra se fazer uma e-session.
Alguns são bem óbvios, outros um pouco desconhecidos, mas todos rendem fotos maravilhosas!


Parque da Água Branca – São Paulo SP

Criado inicialmente em 1904 para ser uma escola de horticultura, funcionou com essa finalidade até 1911. Foi transformado em parque em 1925. Possui um aquário, arena de cavalos, casa do caboclo, espaço leitura, museu geológico, pergolados, espaço para picnic, espaço do idoso e bambuzal.
Av. Prof. Francisco Matarazzo, 455 – São Paulo (próximo à estação Barra Funda do metrô).
Horário de funcionamento: diariamente, das 6h às 22h.
Tel.: (11) 3865-4131. Entrada gratuita.

Fotógrafo: Maya Morikawa | Casal da e-session: Re e Felipe.


Parque do Ibirapuera – São Paulo SP

O parque do Ibirapuera foi projetado por Oscar Niemeyer e inaugurado em 1954, com o propósito de ser um grande parque urbano assim como o Central Park de Nova York. O projeto tomou forma depois da ação de um funcionário da prefeitura, Manuel Lopes de Oliveira, que começou a plantar árvores na região para tentar drenar um pouco o charco natural do solo de várzea.
Funcionamento: 5h às 0h.
Av. Pedro Álvares Cabral, s/n (portões 2, 3 e 10), Av. IV Centenário – portões 6 e 7A, Av. República do Líbano – portão 7.

Fotógrafo: Renato DPaula | Casal da e-session: Kattia e José.


Jardim Botânico – São Paulo SP

O Jardim Botânico foi fruto da paixão do naturalista Frederico Carlos Hoehne, em 1928, quando iniciou o Orquidário do Estado, na Água Funda.
Av. Miguel Stéfano, nº 3687 – Água Funda – São Paulo – SP
Fone: (11) 5067-6000

Fotógrafo: Kadu Lopes | Casal da e-session: Thais e Julio.


Museu do Ipiranga – São Paulo SP

O Museu Paulista – ou comumente conhecido como Museu do Ipiranga – foi inaugurado em 7 de setembro de 1895 como museu de História Natural e marco representativo da Independência, da História do Brasil e Paulista.
Rua Brigadeiro Jordão, 149 – Ipiranga – Tel: (11) 2065-8001.

Fotógrafo: Cleiton Tiburcio | Casal da e-session: Catarina e Felipe.


Holambra – SP

Á 1h30 aproximadamente da capital, 40 minutos de Campinas.
A cidade é toda bonitinha. Para fotografar, passeie pelas ruas principais com suas casinhas típicas, procure o Moinho Povos Unidos e as fazendas de flores. Para entrar nas fazendas, procure uma empresa que faz os tour guiados. Não entre sem o guia! Você pode ser preso por invasão de propriedade privada, sem contar que a maioria tem cães de guarda soltos.
Evite a época da Expoflora (segundo semestre do ano), já que a cidade fica lotada e mais cara.

Fotógrafo: Carol Costa | Casal da e-session: Nádia e Gabriel.


Amantikir Garden – Campos do Jordão SP

Parque privativo com mais de 20 jardins temáticos, com flores de várias partes do mundo, uma infinidade de ambientes distintos para fotos e um mirante de cair o queixo! Na própria estradinha que leva ao jardim tem uma linha de trem praticamente abandonada, que também rende fotos legais!
Rodovia Campos do Jordão (Eugênio Lefreve, 215) – Gavião Gonzaga – Campos do Jordão SP. Aberto de 5ª a 3ª feira, das 8h às 17h.
Telefone: (12) 3662-5044. Entrada: R$30,00 inteira.

Fotógrafo: Cleber Massao | Casal: Tati (eu) e Bráulio (meu marido <3).


Theatro Municipal – São Paulo SP

Com incentivos fiscais e investimentos dos próprios barões do café, o arquiteto Ramos de Azevedo e os italianos Cláudio Rossi e Domiziano Rossi iniciaram a construção em 1903 e, em 12 de Setembro de 1911, o Theatro Municipal foi aberto diante a uma multidão de 20 mil pessoas que acompanhavam a chegada dos ilustres convidados.
Praça Ramos de Azevedo, s/nº – Sé – São Paulo, SP.
Telefone: 11 3053 2100.

Fotógrafo: Adriana Oliveira | Casal da e-session: Keeyth e Francisco.


Estação da Luz e Parque da Luz – São Paulo SP

A Estação da Luz faz parte do cartão postal da cidade de São Paulo. Localizada na Praça da luz, bairro da luz, foi inaugurada em 16 de fevereiro de 1867. É a segunda maior estação de São Paulo em volume e numero de pessoas que a utilizam por dia.
O Parque da Luz é localizado em frente à Estação da Luz do metrô. Foi originalmente criado como um horto botânico, aberto em 1825 ao público como Jardim Público da Luz. Este é o mais antigo e tradicional parque público da cidade.

Fotógrafo: Suellen Gargantini | Casal da e-session: Carla e Diego.


Avenida Paulista – São Paulo SP

Um dos logradouros mais importantes do município de São Paulo, é o principal polo financeiro, empresarial e cultural da cidade. Com 200 mil moradores, se a Avenida Paulista fosse uma cidade, estaria entre as 150 maiores do país.

Fotógrafo: Vanessa Ferreira | Casal da e-session: Amanda e Danny.


Pedra Grande – Atibaia SP

Uma montanha de 1.418 metros de altitude e 18 km², localizada na Serra do Itapetinga entre os municípios de Atibaia, Mairiporã, Bom Jesus dos Perdões e Nazaré Paulista. Muito procurada para a prática de esportes radicais e também como mirante.

Fotógrafo: Lucia Braga | Casal da e-session: Carol e Cássio.


O Velhão – Mairiporã – São Paulo SP

Restaurante localizado na Estrada Santa Inês, 3000 – Mairiporã – São Paulo / SP.
Cercadas de verde, as construções são todas em material de demolição reciclado, num estilo que quase lembra cidadelas. Quase, porque há sempre um detalhe inusitado. Surpreendem pela beleza genuína e também por sua história.

Fotógrafo: Jefferson Souza | Casal da e-session: Rosália e Cristiano.


Parque Burle Marx – São Paulo SP

Criado por Roberto Burle Marx em 1950, o parque é exclusivo para atividades de lazer contemplativas, ou seja, não é permitido bicicletas, animais ou festas que inviabilizem a passagem e utilização de outros visitantes.
É necessário agendar horário e pagar taxa para fazer e-session dentro do parque.
Av. Dona Helena Pereira de Moraes, São Paulo SP.
Tel: (11) 3746-7631 | (11) 3776-7497

Fotógrafo: Narciso Souza | Casal da e-session: Gracy e Li.


Vila de Paranapiacaba – Santo André SP

Paranapiacaba é um distrito do município de Santo André, no estado de São Paulo. Surgiu como centro de controle operacional e como bairro para residência dos funcionários da companhia inglesa de trens São Paulo Railway. Essa companhia operava a estrada de ferro que realizava o transporte de cargas e pessoas do interior paulista para o porto de Santos, passando pela capital, e vice-versa.
Para fotografar por alguns locais da vila, é preciso uma autorização.

Fotógrafo: Dani Davanso| Casal da e-session: Larissa e Felipe.


Solo Sagrado de Grarapiranga – São Paulo SP

Considerado um dos maiores espaços verdes para contemplação e meditação do Brasil, o Solo Sagrado de Guarapiranga foi construído em 1991 seguindo os padrões dos Solos Sagrados do Japão, idealizados por Mokiti Okada nas cidades de Hakone, Atami e Kyoto.
Abre todas as quartas, quintas e sextas-feiras, e apenas no quarto final de semana de cada mês, conforme agendamento no site, das 7h30 às 15 horas. Nos demais finais de semana e feriados, o Solo Sagrado não abre para visitação.
Av. Profº Hermann Von Ihering, 6567 – Jardim Casa Grande (antiga Estrada do Jaceguai) – Parelheiros – São Paulo – SP.

Fotógrafo: Diego Ocanhas e Marcelo Ribeiro | Casal da e-session: Mariana e André.


Estação de Trem – Guararema SP

Cidadezinha próximo a Mogi das Cruzes que abriga uma estação de trem, um pontilhão e um pequeno parque.
A Estação Ferroviária confunde-se com a própria cidade, já que foi palco do transporte de cargas e pessoas entre 1876 e a década de 1970.
O Pontilhão próximo à estação de trem no centro da cidade, chama a atenção de todos que a veem devido à grandiosidade de sua arquitetura de origem inglesa. A estação foi reformada e transformada em Centro Cultural onde hoje funciona a Secretaria Municipal de Cultura.

Fotógrafo: Cleber Massao | Casal da e-session: Neusa e Marcio.


Hotel Fazenda Areia que Canta – Brotas SP

Rodovia Eng. Paulo Nilo Romano (SP 225), Km 124,5 Cep 17380-000 • Brotas/SP. Fone: (14) 3653-1382 / (14) 3653-2465
É preciso se hospedar para fotografar nas dependências do hotel.

Fotógrafo: Arthur Foschini | Casal da e-session: Camila e Eric.


Parque Villa Lobos – São Paulo SP

O parque Villa Lobos nasceu de um projeto de revitalização da área, que em meados de 1989 abrigava lixões, depósitos de entulho de construção civil e dejetos retirados do Rio Pinheiros.
Atualmente é o lar de centenas de espécies de pássaros e 12 mil árvores, entre as quais ipês, 110 roxos e 550 amarelos, árvore-símbolo de São Paulo.
Avenida Professor Fonseca Rodrigues, 2001
Alto dos Pinheiros – São Paulo – SP – CEP: 05461-010
(11) 2683-6302
Funcionamento: De segunda a segunda das 5h30 às 19h. No horário de verão, até às 20h.

Fotógrafo: Renato Domenicali | Casal da e-session: Lilian e Rafael.


Parque Severo Gomes – Granja Julieta – São Paulo SP

Conhecido pelos antigos frequentadores como “Pracinha da Granja”, a área do parque é remanescente de uma área verde que desde a década de 1970 abrigava um Centro de Convivência pertencente ao loteamento de duas chácaras, Vila Elvira e Granja Julieta. Foi inaugurado em 1989, e em 1992, recebeu o seu nome atual. O parque é dividido por ruas, configurando espaços distintos: área de lazer com playground, área arborizada junto ao curso d’água com trilhas para caminhada e uma área restrita de preservação permanente.
Rua Pires de Oliveira, 356 – Granja Julieta. Funcionamento: diariamente das 7h às 19h. Fone: (11) 5687-4994

Fotógrafo: Gabriela Quinália | Casal da e-session: Não informado.


Beco do Batman – Vila Madalena – São Paulo SP

A Rua Gonçalo Afonso, ou o “Beco do Batman”, fica logo no início da Rua Harmonia, na Vila Madalena. Se preferir, bem ao lado, passeie também pelo “Beco das Cores”, com entrada pela Rua Belmiro Braga. É o principal ponto de grafite da cidade de São Paulo.

Fotógrafo: Su Rocha e Joel Rocha | Casal da e-session: Mari e Dani.


Museu da Imigração – São Paulo SP

Após quatro anos fechado, o Museu da Imigração reabriu para o público no início de 2014. O prédio da antiga Hospedaria de Imigrantes, que recebeu cerca de 2,5 milhões de pessoas de 1887 a 1978, passou por sua primeira restauração completa. Como a construção é tombada, a única alteração no projeto original foi a instalação de um elevador para cadeirantes. Já o museu traz novidades: loja, café, biblioteca, wi-fi no jardim e interligação com a maria-fumaça (pago à parte; 15 reais).
De terça a sábado 09h – 17h / Segunda fechado / Domingo 10h – 17h.
Entrada R$ 6,00. Grátis aos sábados para todos os visitantes.

Fotógrafo: SKJ Fotografia | Casal da e-session: Gianna e Carlos.


Templo Zu Lai – Cotia SP

Criado em 1992, o Templo Zu Lai é o primeiro Monastério Fo Guang Shan da America Latina.
O templo pôde ser criado graças á doação do sitio pela família Chang ao Venerável Mestre Hsing Yün.
Aberto à visitação: De terça feira à sexta feira: das 12h às 17h.
Sábados, domingos e feriados: das 9h30 às 17h.
Segundas-feiras: Fechado (Mesmo se feriado).
Estrada Fernando Nobre, 1461. (Acesso pelo Km 28,5 da Rodovia Raposo Tavares) – Cotia – São Paulo – Brasil.
Tel: 55 (11) 4612-2895

Fotógrafo: Rafael Ramos | Casal da e-session: Amanda e Celso.


Praça do Pôr do Sol – São Paulo SP

Não precisa estar acima dos prédios pra se ter uma vista maravilhosa. A Praça do Por do Sol, em Pinheiros, é alta e tem uma vista maravilhosa pra assistir ao espetáculo diário do sol. No outono, quando o por do sol ganha cores alaranjadas e rosadas, é de perder o fôlego!
Rua Desembargador Ferreira França, S/N – Pinheiros.

Fotógrafo: Gerson Filho | Casal da e-session: Mari e Dennys.


Parque do Carmo – São Paulo SP

Entre Julho e Agosto as cerejeiras ficam cheias e maravilhosas! Porém, o parque também fica lotado…
Avenida Afonso de Sampaio e Sousa, Itaquera.

Fotógrafo: Willian Lima | Casal da e-session: Dani e Leo.


Gosta do nosso conteúdo? Quer ficar sempre sabendo dos últimos posts e ver mais novidades?
Siga-nos no Facebook, Pinterest, BloglovinInstagram!!!

 

Anúncios

11 comentários em “E-session em SP: 23 lugares para cenário.

  1. Tem alguns locais citados no site que são proibidos fazer e-session, tipo o templo zu-lai e o solo sagrado, está no regulamento do site. Não acho legal indicar esses locais, é legal indicar locais que sejam 100% livres para tirar fotos, seja gratuito ou pagando. =D

    Curtir

    1. Olá Yasmine!
      A gente mostra os locais onde já foram feitos algum ensaio, por isso as fotos, para ilustrar os ensaios reais que foram feitos lá!
      O casal é responsável por entrar em contato com o local escolhido e verificar disponibilidade, taxas ou autorizações para que sejam feitos os ensaios.
      No mais, o post serve também de inspiração. Esses locais são lindos e podem servir somente para um passeio romântico ou um fim de semana a dois, com fotos tiradas pelo próprio casal ou por amigos, o que não caracteriza ensaio (conforme o próprio site do local que você citou).
      =D

      Curtir

    2. Ótima matéria e fotos de muito bom gosto que foram postadas, acredito que seria interessante pelo menos ter a informação de cada local, por exemplo o Jd Botânico é permitido o ensaio, porem há uma taxa a se pagar. Desta forma evita que pessoas desavisadas percam tempo indo até o local.

      Curtir

      1. Obrigada Rene! Com profissionais tão bons fica dificil escolher foto ruim rsrs.
        Quanto a informação de cada lugar, preferi não colocar o texto sobre as permissividades e taxas aqui, pois invariavelmente pode ficar desatualizado. O melhor lugar pra verificar isso é no proprio site dos locais, que disponibilizei os links (quando existentes). Alguns locais nem possuem site, daí realmente só telefonando ou indo pessoalmente…

        Curtir

  2. Olá adorei sua dicas as fotos e os comentários, vc sabe qual parque e quais dias os fotógrafos não são barrados para tirarem fotos nestes locais, fiquei sabendo que tem que pagar para fazer fotos dentro dos parques e museu do ipiranga por exemplo.

    Curtir

    1. Oi Lilian! Olha, realmente não sei te dizer com certeza quais os lugares que cobram pois essas regras sempre podem mudar sem aviso prévio, e nem sempre eles colocam essas informações online 😦
      Acredito que no Museu do Ipiranga seja ok tirar fotos lá fora, no jardim, porém se você entrar no museu pode ser barrada de fotografar.
      Só atente-se aos periodos de obras! Acho que o Museu do Ipiranga está fechado no momento.

      Curtir

        1. Que coisa, não? Um parque tão lindo, que deveria ser do povo e para o povo… Afinal, não é uma residencia ou propriedade particular. E assim vamos ficando cada vez mais sem opções de lugares bonitos em São Paulo pra fotografar…

          Curtir

É muito legal receber os comentários de vocês! Continuem visitando =D

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s