Casamento · Comportamento · Emoções e Sentimentos · Organização · Perrengues Básicos · Planejamento · Pré Casamento · Tradições e Modernismos

Já moramos juntos, mas queremos casar!

Vocês resolveram juntar as escovas de dentes há algum tempo, porque casar era muito caro ou porque vocês tinham outras prioridades como por exemplo fazer faculdade ou comprar o cantinho de vocês. Talvez já tenham filhos, talvez não, mas agora, depois de tempos juntos, um dos dois em algum momento sente o click: “quero casar“.

Fica-se remoendo a ideia na cabeça por algum tempo, tentando se convencer de que é besteira gastar uma grana dessas depois de já ter uma vida estabelecida juntos, e que talvez fosse melhor gastar esse dinheiro viajando, mas inevitavelmente vem o momento de exteriorizar a ideia e contar pro parceiro ou parceira.

Eu tava pensando… o que você acha da gente oficializar a união e fazer uma festinha?

Talvez o outro vá tentar te convencer de que não é necessário, ou talvez ele(a) também já estivesse pensando nisso. O fato é que, casar depois de já estar morando junto envolve alguns detalhes que diferem do planejamento e organização de um casamento entre solteiros. E é sobre esses detalhes que eu vou falar hoje.

Decidiu casar depois de já estar morando juntos?
Rola a barra que esse post é pra você!

Como lidar com as críticas da família e amigos

É assim mesmo. É só começar a contar a novidade pras pessoas que alguém vai levantar a plaquinha do “pra quê gastar com isso agora?!

Embora casais solteiros também tenham que lidar com comentários nada legais durante os preparativos, os que já moram juntos são mais propensos a ouvirem essa frase em específico, porque muita gente vê como desperdício de dinheiro casar quando já se mora junto.

Essa pergunta geralmente vem seguida do “o que vai mudar na vida de vocês?“. Nesse momento, muitas pessoas ficam balançadas na decisão, mas eu preciso te dizer que muita coisa vai mudar!

  • Vocês terão um momento único, junto de todos que amam e que amam vocês, e reafirmarão um para o outro a vontade de continuarem a caminhada que iniciaram há algum tempo
  • Terão um dia dedicado ao amor de vocês, e sairão da rotina do dia a dia
  • Verão um ao outro com outros olhos, vestidos e arrumados para uma ocasião especial: celebrar o amor de vocês
  • Terão um dia para comemorar a escolha de caminharem juntos, todos os anos, pra relembrar desse momento
  • Se já tem filhos, eles participarão do dia e sentirão que fazem parte de uma família com muito amor. É importante pra eles perceberem que um casamento não é feito só de beijinhos corridos na hora de ir trabalhar ou de sentar juntos pra ver TV
  • Dificilmente eles dirão, mas para seus pais e mães, é importante ver os filhos assumindo um compromisso desses “formalmente”. Eles sentem que vocês estão certos da decisão que tomaram tempos atrás

Portanto, se alguém te perguntar “o que vai mudar na vida de vocês?“, simplesmente diga: “você não entenderia“… E siga a vida.
Quem vai pagar pela festa são vocês, com o suor do seu trabalho e com seus sonhos e planos em mente, então não se preocupe em dar satisfações e explicar motivos pra quem não quis fazer uma forcinha pra entender.

Mas eu não tenho condições financeiras pra casar…

Existe uma modalidade de casamento chamada Casamento por Adesão, onde a comemoração ocorre numa igreja ou templo religioso, ou ainda no cartório, e depois segue para um restaurante. Ali, os convidados pagam pelo que vão comer e beber, e é servido bolo e champanhe no final.

Muitas pessoas torcem o nariz para o casamento por adesão, mas verdade seja dita: muitas vezes essa é a opção para casais que não tem condições de fazer uma reunião para celebrar, mas querem oficializar a união dividindo o dia com as pessoas que mais amam.

Se for feito direitinho, não fica ruim pra ninguem e é sucesso na certa! Eu escrevi um post sobre as 8 regrinhas de ouro ao planejar um casamento por adesão, e indico fortemente a leitura!

Quero fazer algo pequeno e íntimo!

O mini-wedding é algo que se tornou muito comum nos últimos anos, e a escolha ideal pra quem tem família pequena ou pra celebridades que querem manter o casamento low-key e longe dos holofotes.

Consiste em uma festa para poucas pessoas, no maximo uns 60 convidados, num local pequeno e aconchegante. Com clima de festa em família, o mini-wedding acaba também se tornando mais barato para os noivos.

Temos um post aqui no blog com 12 dicas de como organizar um Mini wedding. Vale a pena a leitura!

Já tenho tudo. Como montar uma lista de presentes?

Aconteceu comigo e meu marido. A gente já morava fora da casa dos nossos pais há alguns anos, e tinhamos duas casas montadinhas com itens relativamente novos e conservados. Além disso, já planejávamos nossa mudança do Brasil antes mesmo de casar, logo, não precisávamos de nada para casa nem de presentes caros e lindos que teríamos que vender em pouco tempo pra sair do país.

Minha sugestão são os sites de casamento e as listas de presente em formato de cotas. Funciona assim: Vocês cadastram presentes na lista com preço e separa em cotas se o item for muito caro. O convidado pode optar em dar o presente completo, ou pagar por uma cota (parte) do presente. Depois do dia do casamento você vai lá e resgata todo o valor gasto em presentes em dinheiro na sua conta.

O que pedir de presente de casamento quando já se tem casa montada?

O legal é que você pode colocar qualquer coisa que você quiser numa lista de cotas, desde mimos pra vocês como casal até mesmo coisas que precisam ser feitas ou compradas para a manutenção da casa onde já vivem. Eu e meu marido cadastramos por exemplo:

  • A primeira compra do mês de casados
  • O primeiro cineminha de casados
  • O primeiro jantarzinho fora de casados
  • Tinta pra pintar a sala de casa
  • Reforma do box do banheiro
  • Espelhos novos pras tomadas de casa
  • Um prato novo para o microondas
  • Uma máquina de costura nova

Se vocês forem viajar de lua de mel, também podem colocar na lista as diárias de hotel, passeios turísticos ou ainda idas á restaurantes específicos. Lembre-se sempre de dividir em cotas os valores mais altos, assim todo mundo pode te presentear conforme as condições financeiras pessoais. Ah! E se o casamento for por adesão, não é de bom tom ter lista de presentes.

Lua de mel com filhos

Viajar de lua de mel depois de já estar morando juntos quase sempre inclui os filhos na viagem.

A dica aqui é escolher locais onde os pequenos terão diversão e vocês poderão também curtir o momento. Evite os locais muito turísticos que envolvam programação não flexível ou longas horas longe do hotel. Escolha destinos mais pacatos e tranquilos, pra que vocês possam descansar do dia a dia também. O ideal seria um hotel ou resort que já inclua várias atividades e lazer dentro do local onde estão hospedados.

Não faça dívidas pra depois do casamento

Vocês já têm uma vida estabelecida, planejamento financeiro e contas pra pagar todo mês. Não assuma dívidas pra fazer uma festa de casamento que se estendam pra depois do dia da festa.

O ideal é que todos os gastos sejam pagos durante os preparativos, incluindo a lua de mel, e que depois do dia do casamento e da volta de viagem vocês olhem o extrato do banco e se sintam aliviados por não ter mais nada pra pagar relacionado ao casamento.

Estender as dívidas pra depois do dia do casamento pode gerar estresse e atritos desnecessários entre o casal, principalmente se um dos dois precisou ser convencido de que a ideia de casar era uma boa.

Se necessário, adie os planos do casamento pra dar tempo de pagar tudo. Vocês já esperaram esse tempo todo, o que são mais alguns meses em troca da paz de espírito de vocês?


Casar depois de já morar junto envolve muita paciência, porque vocês já tem uma vida e uma rotina estabelecida, e muitas vezes ela é corrida e cheia de compromissos e obrigações. Organizar um casamento exige tempo livre e finais de semana comprometidos com a visita a fornecedores ou com compras para o casamento.

Sempre que possível, dê uma pausa no assunto casamento e curta seu conjuge. Não esqueça do porquê estão fazendo isso.

E aí, casou ou vai casar depois de já estar morando juntos?
Deixa aqui seu comentário contando pra gente como foi!


Imagem destacada do post: smartvaforu.com

Os textos publicados neste blog são de minha autoria, portanto, a cópia e publicação do conteúdo deste blog sem citação da fonte com link direto para o post e sem minha prévia autorização constitui crime de Plágio de Propriedade Intelectual previsto na lei de número 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.
Caso queira copiar qualquer texto ou fragmento de texto deste blog, entre em contato pelo e-mail casacomidaeroupaespalhada@gmail.com solicitando autorização.
Qualquer plágio encontrado será reportado ao Google e seu site será rebaixado drasticamente nas buscas pela plataforma, resultando em queda de público e visitas. Respeite o trabalho de um colega de profissão. Prestigie, não plagie.

A maioria das imagens utilizadas neste blog foi resultado de pesquisas no Pinterest e Google. Sempre procuramos colocar a fonte da imagem. Se alguma das imagens é de sua autoria, por favor avise-nos assim podemos dar os devidos créditos, ou se preferir, podemos retirá-la do blog.

Most of the images on this blog were taken from the internet, from Pinterest or from Google Images. We always try to refer to the real source of the images. If any of these is yours, please let us know so we can give you credit, or if you prefer, we can delete it from the blog.

Gosta do nosso conteúdo? Quer ficar sempre sabendo dos últimos posts e ver mais novidades?
Siga-nos no FacebookPinterestBloglovin e Instagram!!!

É muito legal receber os comentários de vocês! Continuem visitando =D

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s